Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Vasco faz 3 no Flamengo, encerra jejum - Rádio Tropical 103,7 FM

Fale conosco via Whatsapp: +55 27 995251037

No comando: Sábado Milionário

Das 07:00 às 12:00

No comando: Recordações Tropical

Das 00:00 às 02:00

No comando: Recordação Sertaneja

Das 05:00 às 07:00

No comando: Maratona Tropical

Das 07:00 às 08:00

No comando: Show da Manhã Tropical

Das 08:00 às 10:00

No comando: Maratona Tropical

Das 10:00 às 12:00

No comando: Tropical Jovem Mix 1º Edit

Das 12:00 às 13:00

No comando: Maratona Tropical

Das 13:00 às 14:00

No comando: Sucesso dos Bairros Tropical

Das 14:00 às 16:00

No comando: Só as Melhores

Das 16:00 às 17:00

No comando: Tropical Jovem Mix 2º Edit

Das 17:00 às 19:00

No comando: Funk Das Antigas é só pancadão

Das 18:00 às 19:00

No comando: Galera Tropical

Das 19:00 às 21:00

No comando: A Voz do Brasil

Das 21:00 às 22:00

No comando: Galera Tropical

Das 22:00 às 00:00

Vasco faz 3 no Flamengo, encerra jejum

O Vasco freou o embalo do Flamengo e encerrou o jejum contra o rival nesta quinta-feira com uma vitória contundente por 3 a 1, no Maracanã, pela nona rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. A equipe de São Januário não vencia o rubro-negro há quase cinco anos.

Com um gol e uma assistência, Morato foi o principal nome do primeiro jogo entre os dois times na temporada 2021. Ele liderou o Vasco na conquista de sua terceira vitória seguida por diferentes competições – vinha de classificação à terceira fase da Copa do Brasil.

A equipe cruzmaltina chegou aos 13 pontos e subiu para o quinto lugar, colado à zona de classificação para as semifinais da Taça Guanabara. Já o Flamengo perdeu a chance de assumir a liderança da tabela. Com 19 pontos, segue na segunda posição, atrás apenas do Volta Redonda.

Apesar do embalo de boas vitórias no Estadual e do bicampeonato da Supercopa do Brasil, conquistado no domingo, o rubro-negro sofreu com os testes e as mudanças de Rogério Ceni nesta quinta. Visando o confronto com o Vélez Sarsfield, na estreia do Flamengo na Copa Libertadores, na terça-feira, o técnico avaliou novatos e até testou uma nova formação tática no primeiro tempo, sem sucesso.

O Flamengo entrou em campo sem Arrascaeta, vetado do jogo por conta de um imbróglio envolvendo a renovação do seu contrato. A ausência do meia exigiu seguidas mudanças na equipe. Ceni adiantou Gerson e deu chance ao jovem volante João Gomes, bagunçando o meio-campo flamenguista.

As dificuldades também afetaram a defesa, em que o treinador testou outra aposta, Bruno Viana, formando dupla com Willian Arão. E foi justamente no lado de Viana que o Vasco abriu o placar e marcou o segundo gol, ainda no primeiro tempo.

O primeiro saiu logo aos cinco minutos. Após cobrança de escanteio, Léo Matos cabeceou forte para as redes. Aos 27, uma rápida jogada do Vasco pela direita, iniciada por Andrey, culminou em belo passe de Morato para Cano, que dominou e bateu de primeira, sem chance para Diego Alves.

Parando no meio-campo vascaíno, o Fla praticamente não atacou no primeiro tempo. As jogadas se concentravam em lançamentos de Diego, buscando Bruno Henrique e Gabriel, responsável pela única boa chance de gol da equipe nos primeiros 45 minutos. Em jogada pela linha de fundo, mandou rente à trave, aos 25.

Para o segundo tempo, Ceni trocou Gomes por Vitinho, trocando um homem de meio-campo por um atacante. E o Fla passou a mostrar postura mais ofensiva, levando perigo à defesa vascaína. Aos 5, o próprio Vitinho acertou a trave. Bruno Henrique e Everton Ribeiro passaram a aparecer mais no jogo, dando trabalho ao goleiro Lucão.

Retraído, o Vasco praticamente só assistiu ao Flamengo jogar na segunda etapa. Apostava na retranca para administrar a vantagem construída no placar. Do outro lado, o time rubro-negro controlava a posse, tinha toda a iniciativa do jogo, mas não conseguia balançar as redes.

O Vasco não sofria deste problema. Em rápido contra-ataque, chegou ao terceiro gol. Aos 32 minutos, Morato aproveitou lançamento de Galarza e converteu. O Fla só conseguiu descontar aos 47, com Vitinho, sem qualquer esperança de buscar a virada.

Deixe seu comentário: