Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

FGTS: saque de R$ 1 mil é liberado para novo grupo. Confira o calendário!

Os trabalhadores nascidos em março poderão sacar até R$ 1 mil das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a partir desta quarta-feira (4). A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta poupança digital, usada para o pagamento de benefícios sociais e previdenciários.

Os valores só podem ser movimentados por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas e a realização de compras virtuais em estabelecimentos não conveniados. O Caixa Tem também permite o saque em caixas eletrônicos e a transferência para a conta de terceiros.

Em todo o calendário de pagamento, serão liberados cerca de R$ 30 bilhões para aproximadamente 42 milhões de trabalhadores com direito ao saque.

Pelo calendário divulgado em março, a liberação dos recursos segue cronograma baseado no mês de nascimento. O dinheiro será liberado em etapas até 15 de junho, quando recebem os nascidos em dezembro.

Todo o processo para pedir o saque será informatizado. O trabalhador não precisará ir à agência da Caixa, bastando entrar no aplicativo oficial do FGTS, disponível para smartphones e tablets, e inserir os dados pedidos.

Porém, o trabalhador precisará ficar atento. A maioria receberá o dinheiro automaticamente, na conta poupança social digital da Caixa.

No entanto, em caso de dados incompletos que não permitam a abertura da conta digital, o trabalhador terá de pedir a liberação dos recursos. A Agência Brasil preparou uma reportagem para explicar como fazer o saque extraordinário do FGTS.

O aplicativo também está dando a opção para o trabalhador pedir o crédito em qualquer conta-corrente ou poupança de qualquer banco. A possibilidade, no entanto, só vale para quem aceitar fornecer documento oficial com foto para cadastrar a biometria.

Confira o calendário do saque extraordinário do FGTS

Mês de nascimento: Janeiro
Data da liberação: 20 de abril

Mês de nascimento: Fevereiro
Data da liberação: 30 de abril

Mês de nascimento: Março
Data da liberação: 4 de maio

Mês de nascimento: Abril
Data da liberação: 11 de maio

Mês de nascimento: Maio
Data da liberação: 14 de maio

Mês de nascimento: Junho
Data da liberação: 18 de maio

Mês de nascimento: Julho
Data da liberação: 21 de maio

Mês de nascimento: Agosto
Data da liberação: 25 de maio

Mês de nascimento: Setembro
Data da liberação: 28 de maio

Mês de nascimento: Outubro
Data da liberação: 1º de junho

Mês de nascimento: Novembro
Data da liberação: 8 de junho

Mês de nascimento: Dezembro
Data da liberação: 15 de junho

O FGTS pode ser sacado nos seguintes casos:

– Despedida sem justa causa

– Extinção da empresa

– Aposentadoria

– Falecimento do trabalhador

– Pagamento de prestações do financiamento habitacional concedido pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) a pessoas com idade igual ou superior a 70 anos, além de doenças graves definidas em lei.

Retirada do FGTS

Outro ponto a que o trabalhador precisa ficar atento é a retirada do dinheiro. Os recursos estarão disponíveis até 15 de dezembro e voltarão para a conta vinculada do FGTS depois dessa data, caso o dinheiro não seja gasto, retirado ou transferido para conta-corrente.

O dinheiro não movimentado será restituído ao FGTS, com correção pelo rendimento do Fundo de Garantia correspondente ao período em que ficou parado na conta poupança digital.

Consultar saque de R$ 1 mil

Para saber se receberá automaticamente o dinheiro ou se precisará pedir o saque, o trabalhador deve fazer uma consulta. O processo pode ser feito tanto no site fgts.caixa.gov.br quanto pelo aplicativo FGTS.

O site informa apenas a data da liberação e se o crédito será feito de forma automática. O aplicativo tem mais funcionalidades, como a consulta aos valores, a atualização dos dados da conta poupança digital e o pedido para desfazer o crédito e manter o dinheiro na conta do FGTS.

FONTE: Agência Brasil

Deixe seu comentário: