Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Estado suspende novamente cirurgias que dependem de internação - Rádio Tropical 103,7 FM

Fale conosco via Whatsapp: +55 27 995251037

No comando: Sábado Milionário

Das 07:00 às 12:00

No comando: Recordações Tropical

Das 00:00 às 02:00

No comando: Recordação Sertaneja

Das 05:00 às 07:00

No comando: Maratona Tropical

Das 07:00 às 08:00

No comando: Show da Manhã Tropical

Das 08:00 às 10:00

No comando: Maratona Tropical

Das 10:00 às 12:00

No comando: Tropical Jovem Mix 1º Edit

Das 12:00 às 13:00

No comando: Maratona Tropical

Das 13:00 às 14:00

No comando: Sucesso dos Bairros Tropical

Das 14:00 às 16:00

No comando: Só as Melhores

Das 16:00 às 17:00

No comando: Tropical Jovem Mix 2º Edit

Das 17:00 às 19:00

No comando: Funk Das Antigas

Das 19:00 às 20:00

No comando: Galera Tropical

Das 19:00 às 21:00

No comando: A Voz do Brasil

Das 21:00 às 22:00

No comando: Galera Tropical

Das 22:00 às 00:00

Estado suspende novamente cirurgias que dependem de internação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) voltou a suspender a realização de cirurgias eletivas, aquelas que não se configuram casos de urgência e que não necessitam de internação. A última vez em que isso havia acontecido foi em março de 2020, no começo da pandemia do novo coronavírus. Elas foram retomadas em agosto, com a queda da taxa de transmissão.

A Sesa justifica a decisão por causa do aumento do número de casos e também pela ocupação de leitos nos hospitais da rede pública e conveniados. Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI com pacientes com covid-19 está em 78%. Nas enfermarias, está em 69%. A portaria foi publicada no Diário Oficial desta quarta (13).

Os números refletem uma ampliação do alcance da doença no Estado a partir de dezembro, com maior freqüência de aglomerações por causa das festas de fim de ano. De acordo com o painel Covid, no momento, são mais de 600 pessoas internadas em estado grave em UTI.

A suspensão das cirurgias eletivas servirá para cumprir a “obrigação da garantia do acesso do paciente de urgência e emergência, seja atingido pela Covid-19 ou por outras condições coexistentes”, conforme publicado na portaria. O Espírito Santo contabilizou nesta quarta-feira 267.451 casos confirmados e 5384 mortes.

Deixe seu comentário: