Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Caminhoneiros do ES anunciam greve amanhã após aumento do preço do diesel

O Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Espírito Santo (Sindicam/ES) é o primeiro órgão ligado a caminhoneiros a informar uma paralisação após o aumento no preço do diesel hoje. A categoria promete parar a partir de amanhã em todo o estado capixaba.

A Petrobras reajustou em 8,87% o preço do diesel nas suas refinarias, com o valor do combustível para distribuidoras passando de R$ 4,51 para R$ 4,91 por litro. Os preços da gasolina e do GLP — o gás de cozinha —, no entanto, ainda estão mantidos.

O último aumento feito pela estatal foi em 11 de março. Na ocasião, o diesel já havia subido 24,9%.

Argumentando a greve, o Sindicam/ES informou que os caminhoneiros autônomos serão os mais afetados pelo reajuste do combustível. “O Sindicam/ES, a ACA e a Coopercolog, juntamente com os representantes dos caçambeiros, apoiam esse movimento. Entendemos que a situação dos autônomos ficou insustentável depois de tantos reajustes, seja no preço do diesel ou dos insumos que compõem o dia a dia do caminhoneiro”, diz comunicado.

Ontem, a Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores) disse estar “indignada” com o novo aumento do preço do diesel.

Em comunicado à imprensa, o líder dos caminhoneiros Wallace Landim, conhecido como Chorão, apontou que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) e a Petrobras mudaram a estratégia de aumento dos preços: uma semana comunicam reajuste no valor do gás, na outra da gasolina e, por conseguinte, o diesel.a

Deixe seu comentário: