Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Após barulho, moradores deixam condomínio de Vila Velha,novamente -

Fale conosco via Whatsapp: +55 27 995251037

No comando: Funk Das Antigas

Das às

No comando: Sucesso dos Bairros

Das às

No comando: Tropical Jovem Mix 1º Edit

Das às

No comando: Maratona Tropical

Das 07:00 às 08:00

No comando: Sábado Milionário

Das 07:00 às 12:00

No comando: Show da Manhã Tropical

Das 08:00 às 10:00

No comando: Maratona Tropical

Das 10:00 às 12:00

No comando: Só as Melhores

Das 16:00 às 17:00

No comando: Tropical Jovem Mix 2º Edit

Das 17:00 às 19:00

No comando: Galera Tropical

Das 20:00 às 21:00

No comando: A Voz do Brasil

Das 21:00 às 22:00

No comando: Recordações Tropical

Das 22:00 às 00:00

Após barulho, moradores deixam condomínio de Vila Velha,novamente

Moradores de um dos blocos do condomínio localizado no bairro Jabaeté, em Vila Velha, na Grande Vitória, que precisou ser evacuado na última quinta-feira (11) após um estrondo ser ouvido, tentaram retornar para suas casas neste domingo (14), mas precisaram sair novamente do local após ouvirem um novo barulho vindo da estrutura.

O condomínio Residencial Vila Velha – Terceira Etapa faz parte do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal, e foi entregue para os moradores em 2015. Ao todo, 16 famílias que moram no bloco 13 do condomínio foram orientadas a deixar os apartamentos na semana passada.

Já neste domingo foi realizada uma vistoria com a presença de representantes da Caixa Econômica Federal, do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do estado (Crea) e da Defesa Civil municipal.

Com base no laudo técnico da engenharia da Caixa, foi decidido pelo retorno dos moradores, já que todos entenderam que não há risco de desabamento.

No entanto, já no final da noite do mesmo dia, moradores relataram ter ouvido um novo estrondo. Em vídeo, eles registraram o momento em que precisaram deixar suas casas. Nas imagens, moradores aparecem em calçadas. Até mesmo crianças estão sentadas em colchões na rua.

Em uma vistoria anterior, técnicos do Crea identificaram ‘anomalias sérias’ no prédio.

Antes mesmo do novo barulho, os moradores já haviam relatado que, ao chegarem às suas casas, notaram a presença de novas rachaduras, que não existiam antes de eles deixarem o prédio.

Lucimar Viana da Silva e Jânio Alves dos Santos estão entre eles. O piso da cozinha de Lucimar já havia se soltado na última quinta. No entanto, ao voltar para o local neste domingo, ela notou novos problemas estruturais.

“Apareceram várias rachaduras depois do acontecido. O abeto da minha porta eu tenho certeza que não estava. Como vai ser a nossa vida agora? Como dormir num lugar com medo?”, havia questionado ela antes do último estrondo ter sido ouvido.

Além das rachaduras, os apartamentos começaram a apresentar problemas na rede de esgoto.

“O esgoto está voltando. As tubulações estão sempre entupidas. Elas são interligadas entre quatro apartamentos, então gera muito vício construtivo e os moradores ficam psicologicamente abalados”, disse a síndica Mirian de Freiras.

Segundo a síndica, apesar do laudo emitido pelos engenheiros da Caixa, os moradores querem mais garantias por parte da Defesa Civil, que foi quem realizou a interdição.

“Os moradores se recusam a voltar a habitar o prédio. Embora haja parecer técnico, o que eles querem mesmo é que seja um laudo de vistoria da Defesa Civil, de quem partiu a interdição. Que seja ali descrito que não há realmente risco”, reforça Mirian.

O Crea informou que fará uma nova vistoria no condomínio nesta segunda (15).

Fonte: G1

Deixe seu comentário: